Empresa japonesa oferece cerimônia funerária ‘drive-thru’

TÓQUIO — Prestar uma homenagem aos entes queridos que se foram, sem muito esforço, já é possível no Japão.

A empresa funerária Kankon Sosai Aichi Group oferece a possibilidade de se rezar pelos mortos sem sair do carro, quase como um serviço drive-thru de lanchonetes, serviço que pode ser muito útil especialmente para idosos ou pessoas com deficiência.

O serviço funciona assim: uma urna para cinzas é apresentada ao visitante, que pode permanecer no carro e fazer os gestos habituais nessas cerimônias. Todos os movimentos são filmados e retransmitidos para a sala do velório.

— As pessoas idosas às vezes resistem a assistir à cerimônia, porque têm de pedir ajuda para sair do carro — justifica o presidente do Kankon Sosai Aichi Group, Masao Ogiwara.

A população japonesa envelhece rapidamente, e o número de mortes ao ano já supera o de nascimentos. Cerca de 28% dos habitantes do arquipélago têm mais de 65 anos, e essa proporção passará para 37,7%, em 2050.

O mercado funerário no Japão movimenta mais de 1,7 bilhão de ienes ao ano, cerca de US$ 16,1 bilhões.

Nesse setor, também há outros serviços originais, como um robô que substitui um sacerdote budista, ou uma “tumba virtual” — a imagem do monumento funerário real, que pode ser “visitado” quantas vezes quiser pela tela do computador ou do celular.

Além disso, diante da falta de espaço nos cemitérios da cidade, habilitaram-se prédios para abrigar as cinzas dos mortos. Depois, quem quiser honrar a memória de seus familiares se apresenta no local com um cartão magnético com os dados do falecido. A urna é, então, transferida de forma automática para um altar, onde se pode rezar.

Fonte: Globo.com